CONTADOR

sexta-feira, 29 de abril de 2011

CASAMENTOS REAIS DA INGLATERRA

Kate Middleton


O enlace real do Príncipe William e Kate Middleton DIA 29 DE ABRIL DE 2011








O clima de ansiedade chegou ao ápice quando, em um Rolls-Royce Phantom VI, de 1978, na companhia de seu pai, Michael Middleton, Kate revelou seu vestido: um Sarah Burton (diretora artística da marca de Alexander McQueen) com corpete bordado, apliques, saia evasê e véu em tom pérola. Uma renda, cheia de rosas, narcisos e trevos, feitos à mão pela Escola Real de Bordado - estes são símbolos da monarquia britânica - também chamou a atenção.

A princesa escolheu usar o cabelo solto e o véu - de 2,7m de comprimento - é preso à cabeça de Kate por uma tiara da Cartier, encrustada de diamantes, emprestado pela rainha Elizabeth II (que o recebeu em 1936, da rainha-mãe, quando completou 18 anos) para Kate. Outro detalhe que chamou a atenção foi o buquê da noiva, em forma de escudo, com fio de murta, lírio-do-vale e jacinto - muitíssimo discreto, extremamente diferente da peça usada por Diana, que era em cascata.



Julho 1981 – Princípe Charles casa com Lady Diana Spencer





DIANA usa uma tiara de ouro, com diamantes colocados em prata. Embora a tiara Specer seja tradicionalmente datada de 1767, o seu estilo parece remontar aos anos 1830. A tiara foi restaurada em 1927 por Asprey & Co,Lda, com pedras retiradas de várias jóias doadas pela família Spencer. Os pequenos rolos em cada extremidade são o que resta da configuração anterior.
Para os desenhadores de moda, David Emanuel e Elizabeth Emanuel, criar o vestido de noiva da Diana foi “um conto de fadas tornado realidade”. Tendo sido apresentados a Lady Diana Spencer em Fevereiro 1981, os Emanuels rapidamente se tornaram um dos seus criadores favoritos.
O casamento real de HRH Príncipe Charles e Lady Diana Spencer foi considerado um dos ícones do século XX, tendo ficado gravado na memória de milhões de pessoas em todo o mundo. Mais de 800 milhões de pessoas assistiram ao casamento, pela televisão.
Nos sapatos de casamento da Lady Diana, 150 pérolas cobrem o motivo central em forma de coração.




Novembro 1947 – Rainha Elizabeth IIcasa com o Duque de Edinburgh




Neste período, ano de 1947, Princesa Elizabeth, rejeitou a renda de herança e escolheu véu de tule branco.



A rainha mãe Lady Elizabeth



A rainha mãe Lady Elizabeth Bowes Lyon se casou em 1923 com um look de Madame Handley – bem na moda da época, reto.





Julho 1893 – Rei George Vcasa com a Rainha Mary





No dia 6 de julho de 1893 foi celebrado o primeiro casamento e o mais controverso da Casa de Windsor, antes chamada de Casa de Saxe-Coburgo-Gotha. A cerimônia oficializou a união do rei George V - o segundo filho dos reis Eduardo VII e Alexandra - e de Maria de Teck. A princesa inicialmente foi contratada para o irmão de George, Albert Victor, Duque de Clarence, mas o destino mudou os planos da família real com o falecimento inesperado do filho mais velho.

A união, anunciada um ano depois da morte de Alberto, foi realizada na Capela Real de St. James Palace, em Londres. George e Maria tiveram seis filhos: Edward, George (os únicos que se tornaram reis), Maria Henrique, George e John.

Em 1901, após a morte de sua avó, a rainha Victoria, George tornou-se o príncipe de Gales, duque da Cornualha e duque de Rothesay. Após sua nomeação, a família inteira deixou a casa em St. James's Palace e foi morar em Marlborough House. George V foi coroado Rei do Reino Unido em 22 junho de 1911 e Imperador da Índia em 11 de dezembro, um ano após a morte de seu pai. Seu reinado começou em meio à contínua crise constitucional na Câmara dos Lordes, que o Parlamento se recusou a aprovar uma lei que limite o seu poder.

Em 1917, dado o sentimento anti-alemão causada pela Primeira Guerra Mundial, George V mudou o nome da casa real de Saxe-Coburgo-Gotha para Windsor. Outra inovação criada por George V, em 1932, foi o discurso transmitido por rádio, que anos mais tarde inspirou seu filho George VI bem como o filme vencedor do Oscar "O discurso rei". Rei George V era muito amado pelo seu povo e morreu em 20 de janeiro de 1936


Março 1863 – Rei Edward VII casa com a Princesa Alexandra da Dinamarca




Fevereiro 1840 - Rainha Victoria casa com Princípe Albert







Em 1840 na Inglaterra que o casamento da Rainha Vitória teve mais impacto do que todos que o antecederam
Na verdade começou uma tendência totalmente nova, quando ela decidiu não vestir a prata real tradicional vestido de noiva. Rainha Vitória deu ao vestido de casamento branco um novo significado e simbolismo quando ela se casou assim, com seu amado Príncipe Albert. Foi um vestido simples, feito de cetim branco, enfeitado com rendas e com um longo véu mais uma grinalda de flores de laranjeira na cabeça para representar a pureza.
Foi então que o branco se tornou a escolha dominante, tradicional, que simboliza pureza e virgindade.







Uma história cheio de conflitos, memórias e boatos, mas nós sabemos que é assim que acontece em toda família famosa.

A Casa de Windsor ou Dinastia Windsor denominada casa real do norte da Europa, descendente da Casa de Saxe-Coburgo-Gota, sendo a dinastia atualmente no poder do Reino Unido e dos países da Commonwealth.

Tem como atual soberano a Rainha Elizabeth II. Passou a ter a denominação atual no ano de 1917, durante a Primeira Guerra Mundial, ocasião em que um sentimento anti-germânico no povo fez com que a Família Real Britânica trocasse todos os seus títulos e sobrenomes alemães para versões inglesas.

Queen Elizabeth II and Prince Philip - Diamond wedding anniversary

Kiss The Bride. Princess Di Gets a Smacker!

Royal Wedding Ceremony of Charles & Diana (8/8)

Royal Wedding Ceremony of Charles & Diana (1/8)

The Queen Mother's wedding, 1923

sábado, 19 de fevereiro de 2011

A água mineral dos astronautas





BALNEÁRIO MUNICIPAL DE ÁGUAS DE LINDÓIA


Na data de 02/04/1969 foi despachado através da antiga Cervejaria Amazonas Ltda, no Rio de Janeiro, antigo Estado da Guanabara, nota fiscal 20218, contendo 100 litros de água mineral radioativa, com destino ao Cabo Kennedy nos Estado Unidos da América. Certamente nossas famosas águas foram utilizadas no tratamento dos astronautas americanos que pisaram na Lua pela primeira vez. De alguma forma, as águas de Águas de Lindóia contribuiram para ajudar que essa missão se completasse.

O município paulista de Águas de Lindóia, como o próprio nome já evidencia, também é um ótimo local a ser visitado para quem curte parques termais. Distante 675 km de Maringá, Águas de Lindóia investe no turismo e oferece aos visitantes inúmeros balneários, termas, hotéis e pousadas.

Águas de Lindóia, famosa estância

Porém, uma das histórias mais curiosas acontecidas no município está relacionada a um outro tipo de turismo: a viagem com destino à Lua, feita por astronautas na década de 1960.

De acordo com informações do site da Prefeitura Municipal de Águas de Lindóia, no Balneário Municipal há uma nota fiscal, emitida em 2 de abril de 1969 (três meses e meio antes do homem chegar a Lua pela primeira vez, a bordo da missão Apolo 11), comprovando que foram embarcadas para Cabo Kennedy, a pedido da Nasa, 100 dúzias de garrafas com 500 ml contendo água mineral de Águas de Lindóia.

Testemunhas oculares, que, na época, trabalhavam no balneário, dão veracidade a este fato e informam também que a água enviada para a Nasa foi retirada da Fonte Santa Filomena, que ainda jorra firme e forte no balneário.

Ainda de acordo com o site da prefeitura, a baixa acidez e a rápida absorção pelo organismo foram os motivos pelos quais a Nasa optou por aquela água que jorra em Águas de Lindóia.

Entretanto, não se sabe ao certo se realmente os astronautas que pisaram pela primeira vez na Lua levaram para o espaço a água produzida no município paulista